Queres mudar de carreira em 2022? Não percas os nossos últimos bootcamps deste ano.

Inscreve-te agora!

Ironhack Remoto me preparou para o mercado de trabalho!

Conheça o Nuno, que decidiu expandir a sua paixão pelo design centrado no ser humano e juntou-se ao bootcamp remoto de Design UX/UI da Ironhack

Antes de falarmos em pormenor da sua experiência, pode apresentar-se? 

Tenho atualmente 29 anos de idade e sou natural do Porto, Portugal. Vivo em Berlim há 6 anos e trabalhei entre 2015 e 2020 como arquiteto, na sua maioria projetando edifícios públicos (como museus, hospitais, escolas...). Posso dizer com orgulho que tive várias realizações importantes ao longo dessa carreira, por exemplo, em 2018, a minha equipa foi eleita a melhor da Alemanha, em competitiononline.de. Mas eu queria chegar a mais pessoas através dos meus desenhos. 

Desde muito cedo, tive curiosidade em compreender como as coisas funcionam e são concebidas. Cativa-me continuar a aprender, a criar e a partilhar os meus conhecimentos com os outros, no sentido de trazer a inovação para a vida quotidiana. Assim, no segundo semestre de 2020, decidi expandir a minha paixão pelo Design Centrado no ser humano para produtos digitais e comecei a aprender Design UX/UI. Março de 2021 foi o início de minha jornada em Ironhack.

Consegui transferir algumas das minhas competências adquiridas em arquitetura para este novo campo. Ao longo desta espantosa aventura, fui capaz de aprender muitas competências e metodologias diferentes que naturalmente me deram o sentido de orientação que quero tomar. Sinto que agora a minha missão é empatizar com as pessoas, compreendendo as suas necessidades, a fim de conceber experiências encantadoras que melhorem a sua vida.

Obrigado, Nuno. Afinal de contas, porque deu este passo e porque escolheu a Ironhack?

O ano de 2020 foi um ponto de virada para muitos de nós, incluindo eu próprio. No meu caso não foi apenas devido aos acontecimentos desse ano, mas também porque cheguei aos 5 anos de trabalho como arquiteto e senti que queria desafiar a minha curva de aprendizagem no sentido de adquirir competências num campo que eu tinha curiosidade. Uma grande parte do mundo tornou-se digital e eu estava motivado para me pôr a trabalhar em produtos que pudessem trazer inovação à vida quotidiana.

Desde tenra idade, tenho estado fascinado por construir produtos e compreender como as coisas funcionam. Eu tenho experiência anterior de trabalhar vários anos como arquiteto, então estava acostumado a projetar com uma mentalidade centrada no ser humano.

A minha decisão de entrar na tecnologia foi em grande parte devido à vontade de conceber para um público mais vasto e adquirir competências de experiência do utilizador sobre a empatia com as pessoas, compreendendo ao mesmo tempo as suas necessidades. Escolhi a Ironhack principalmente por causa do ritmo de aprendizagem e da estrutura do curso. Para além de fazer a minha pesquisa sobre a experiência anterior de ex-alunos, compreendi que ter um bootcamp a tempo inteiro poderia ser a formação mais adequada para me preparar para o mercado de trabalho. 

Como é que o nosso Campus Remoto da Ironhack se encaixou no seu plano?

Assim, basicamente, a flexibilidade de um bootcamp remoto e a capacidade de ligação com pessoas de todo o mundo foram os factores-chave para esta decisão. Consegui iniciar o curso a partir de Berlim e terminá-lo a partir de Portugal. Meu professor, Juno, morava em Miami e a TA, Carolina, também mudou de localidade durante o curso. Tive a oportunidade de aprender e partilhar as minhas competências com pessoas talentosas de diferentes países e origens. No futuro, veremos um aumento de nómadas digitais. Este curso provou que poderei ser um desses nos próximos anos e me adaptar facilmente à forma remota de trabalhar.

Parece espantoso. Estou curioso, qual foi o seu melhor momento na Ironhack?

A última semana do projeto final foi definitivamente o melhor momento. Também foi a mais intensa! Não sei quantas horas trabalhei ao todo nesses dias finais, mas definitivamente valeu a pena a conquista que recebemos no Hackshow e todos os comentários das pessoas que viram a nossa apresentação. É gratificante ver o progresso que você pode fazer ao sair da sua zona de conforto e trabalhar por objetivos elevados.

Parabéns por ter ganho o Hackshow! Pode dizer-nos mais sobre o seu projeto vencedor?

Para o projeto final, eu e o meu colega Léonard, queríamos trabalhar com a realidade aumentada. Sabíamos que isto seria um trabalho extra sobre os nossos ombros, pois teríamos de pensar em 3D e conceber para um meio sobre o qual não tínhamos experiência anterior. Mas nós queríamos esse desafio e contactámos uma empresa, "Grandpa's Lab", que estava a desenvolver um showroom de realidade virtual para uma marca de sapatos. Deram-nos a tarefa de conceber as interações para a experiência. Fizemos um extenso processo de investigação sobre a concepção para a RV e os problemas que os utilizadores enfrentam. Além disso, enviámos 59 inquéritos e tivemos 10 entrevistas com pessoas que moldaram o nosso processo de investigação UX, no sentido de encontrar os pontos de dor que pretendíamos resolver com a nossa proposta de solução. Nos últimos dias criamos um protótipo de alta-fidelidade utilizando uma ferramenta de modelação 3D, para que pudéssemos testar as interações e apresentá-lo na apresentação final. É interessante ver agora quanto trabalho pode ser feito em apenas 2 semanas.

Com todas as novas competências que adquiriu, o que pretende fazer a seguir?

Com as competências que adquiri na Ironhack e as que transferi da minha experiência anterior, sinto-me confiante para trabalhar em qualquer área de Design UX/UI. O meu objetivo é inscrever-me em projetos em que acredito, no sentido de trazer inovação e ao mesmo tempo resolver as necessidades das pessoas. Além disso, procuro partilhar as minhas competências com outras pessoas que queiram esta carreira.

Muito obrigado por partilhar a sua história. Tem recomendações para alguém que esteja a pensar em mudar de vida com a Ironhack?

O meu conselho para os novos estudantes é que tenham a mentalidade de que aprenderão tanto quanto se dedicarem. Pela minha experiência, conheci uma equipa qualificada da Ironhack que fornece tudo o que é necessário para obter competências importantes e criar grandes expectativas. Cabe a si próprio transformá-los em realizações reais ao longo da sua carreira. A tecnologia é um campo em rápido crescimento e é importante continuar a aprender e desafiar-se, mesmo depois do Bootcamp.

Junta-te à Ironhack

Pronto para participar?

Siga os passos de mais de 8,000 mil profissionais e empreendedores que lançaram as suas carreiras na indústria tecnológica com bootcamps Ironhack.

Cursos

O que queres estudar?

Campus

Onde queres estudar?

Artigos relacionados com Alumni

Gabriel Ayela

Alumni Story: Estudo da cibersegurança a partir do zero, por Gabriel Ayela

Lê mais...
Marta Fonda Ironhacker

História de ex-alunos: da Administração de Negócios ao Desenvolvimento Web

Lê mais...
Ironhacker: Leonard Philippe-Perron

História de um Alumni: Da História da Arte para UX UI Design

Lê mais...
Inscreve-te na nossa newsletter e mantém-te a par de todas as nossas novidades e eventos!
Por favor, escreve o teu nome
Por favor escreva seu sobrenome
O endereço de email não é valido. Por favor, tenta novamente.