Cibersegurança: o que é e porque é um perfil promissor

Cada vez que ligamos um computador, instalamos uma aplicação no nosso telemóvel e mesmo quando usamos ferramentas que se tornaram tão indispensáveis ​​no dia a dia como o WhatsApp ou o Instagram, podemos estar a colocar em risco nossa segurança sem sabermos disso.

Quantas vezes consultas as permissões que concedes ao assinar um boletim informativo? Achas que é uma coincidência veres através do seu smartphone anúncios de lugares de férias ou produtos tecnológicos que acabaste de falar com os seus amigos? Bem, talvez tenha chegado a hora de falarmos sobre a definição da cibersegurança.

O que é Cibersegurança?

Falar em cibersegurança é falar na proteção adequada da informação no mundo digital. Um mundo que, a cada dia que passa, abrange todas as áreas da nossa vida: lazer, trabalho, comunicação ... Praticamente todas as atividades que realizamos estão diretamente relacionadas com a tecnologia e, por isso, podem cair nas mãos de quem quer nos prejudicar. Garantir a segurança das nossas informações é fundamental.

Se por um lado a tecnologia é a ferramenta mais poderosa que o mundo conheceu nas últimas décadas, deves também ter reparado no número de manchetes que surgem frequentemente devido a informações confidenciais que são tornadas públicas por negligência ou má-fé. A presença de redes criminosas a operar em escala global, lançando ataques complexos em questão de minutos, tornou-se um perigo muito real.

Dados como as tuas fotos e vídeos, os teus dados pessoais e até mesmo o teu histórico de navegação ou das tuas últimas pesquisas fazem parte da tua privacidade, mas também são um bem precioso para cibercriminosos. O antivírus clássico tem cada vez menos poder devido à agilidade destes cibercriminosos. A Internet é um bem incrível, mas também uma faca de dois gumes. Portanto, ter profissionais formados em cibersegurança é cada vez mais importante na vida das pessoas e no mercado de trabalho.

O uso generalizado da Internet, a digitalização da economia e o aparecimento de novas tecnologias são três realidades que definem uma transformação global devido à qual muitas vezes precisamos apenas de senhas simples como porta de entrada para nossa identidade; senhas essas, que no caso de serem extorquidas, podem causar consequências devastadoras …

Um perfil cada vez mais procurado

Reduzir o risco de exposição de dados confidenciais é uma tarefa básica nos negócios de hoje, protegendo as informações da empresa na cloud da forma mais eficiente possível. O facto é que os ataques aos computadores estão a acontecer cada vez mais rapidamente, o que coloca em risco a integridade de qualquer empresa, independente de seu tamanho.

Agora mais do que nunca, depois de muito tempo em que tivemos que nos adaptar às possibilidades da tecnologia nos nossos empregos, estarmos protegidos de ataques deste género é fundamental se não queremos sofrer os temidos crimes cibernéticos, que podem ir desde o roubo de propriedade intelectual até a extração de informações confidenciais comprometedoras ou a remoção de bases de dados inteiras.

De acordo com o Relatório de Crimes Cibernéticos de 2019, publicado pelo Ministério do Interior espanhol, no ano passado foram registrados 218 302 crimes cometidos na Internet somente na Espanha, um número que representa 35,8% a mais que no período anterior (160 729 em 2018) e duplicou as 117 399 reclamações recebidas durante 2017. Estes números permitem-nos referir ao cibercrime como o segundo crime mais comum depois do furto.

Num período de incerteza, em que nos vemos obrigados a mudar os nossos hábitos e a nossa relação com o nosso meio pessoal e profissional, reivindicar a cibersegurança como uma necessidade e uma oportunidade de trabalho que se tornará num perfil imprescindível em qualquer empresa, é almejar com certeza rumo a um objetivo fundamental num mundo no qual a identidade, privacidade e segurança são valores essenciais. E se quiseres tornar-te aquele profissional que as empresas mais procuram? Vamos dar-te alguns motivos para decidires!

Cinco razões para estudar Cibersegurança

1. Vais tornar-te um super-herói do século XXI

Quando, graças ao teu trabalho, uma empresa conseguir evitar um ataque cibernético, vais perceber que não estamosa exagerar. Se achaste que o facto de quereres dedicar tua vida ao bem foi o resultado de ter visto muitos filmes, estamos aqui para te dizer que não é bem assim e há outras formas de seres um super-herói. Se te formares em segurança cibernética, garantirás a segurança de quem confia em ti, ao criar ambientes seguros para proteger a matéria-prima fundamental em serviços digitais - ou seja, dados -, contra hackers e outros cibercriminosos.

2. Estás a apostar num setor cuja procura está no seu auge

Um especialista em scibersegurança é um profissional cada vez mais indispensável. Um especialista nesta área conhece diferentes protocolos, padrões, ferramentas, métodos e até leis para impedir o possível roubo de informações de uma empresa. Empresas e governos em todo o mundo enfrentam um número cada vez maior de ataques cibernéticos, enquanto o número de profissionais dedicados a esta áea continua insuficiente. Segundo dados da publicação especializada Cibersecurity Ventures, as ofertas de trabalho em cibersegurança triplicarão nos próximos dois anos.

3. Podes equacionar um salário à altura

Trabalhar com segurança digital é sinónimo de estabilidade no emprego. O salário médio de um especialista em cibersegurança está entre 30 000 e 60 000 euros por ano, dependendo da responsabilidade e do nível de especialização. Os números mais altos estão associados a gerentes de segurança, embora aqueles que optam por opções como administração de segurança de sistema e redes, consultoria de segurança e hacking ético ou gestão de proteção de dados não ficam assim tão atrás.

4. Vais desenvolver competências que muito poucas pessoas conhecem

Tendências tecnológicas como Bring Your Own Device (BYOD), Cloud Computing, Big Data, Internet das Coisas ou aplicações móveis exigem formação e soluções que representam desafios reais para os profissionais de tecnologia. Saber como responder de forma adequada à segurança de serviços e aplicações como esses vai transformar-te num especialista versátil em que as empresas vão querer depositar sua confiança e sigilo.

5. Cibersegurança é um trabalho entusiasmante

Vais ter de te colocar no lugar dos outros e saber ouvir, conhecer os seus problemas e fornecer as melhores soluções. Vais também ter que educar as equipas com as quais trabalhas no uso adequado dos dispositivos para evitar imprevistos, e é possível que trabalhes em empresas de alto nível. Vais enfrentar desafios entusiasmantes e desafios contínuos - no fundo, vais ser a melhor defesa da tua equipa.Tens coragem de garantir a privacidade e a segurança de grandes empresas? Se sim, opta pela cibersegurança e não deixes que os hackers coloquem os serviços digitais das pessoas com quem trabalhas numa encruzilhada.

Se queres desenvolver as competências básicas para te tornares um profissional de referência em cibersegurança, fica a conhecer o Bootcamp remoto de cibersegurança. Em apenas 12 semanas vais ter tudo para conseguir um emprego em uma indústria imparável. Estamos à tua espera!

Junta-te à IronhackPronto para participar?

Siga os passos de mais de mil profissionais e empreendedores que lançaram as suas carreiras na indústria tecnológica com bootcamps Ironhack.

Ver detalhes do cursoVeja o nosso campus
Inscreve-te na nossa newsletter e mantém-te a par de todas as nossas novidades e eventos!
Por favor, escreve o teu nome
Por favor escreva seu sobrenome
O endereço de email não é valido. Por favor, tenta novamente.