Aprenda os fundamentos da análise de dados: Introdução ao SQL

Os dados estão ao nosso redor, e é meio louco imaginar como deve ter sido armazená-los manualmente em arquivos, antes da era digital entrar para tornar tudo mais fácil para nós. Felizmente, agora temos bancos de dados (OBA!), Mas espere, como extraímos as informações que precisamos ou queremos desses bancos de dados com o mínimo de barulho possível? Rufar de tambores, por favor… Entre, SQL! Mas antes de mergulharmos no SQL e por que ele é útil...

O que é análise de dados?

A análise de dados está a crescer cada vez mais em popularidade à medida que mais empresas passam a coletar e armazenar todos os seus dados online, então é um grande negócio, especialmente no mundo dos negócios ou governo, e etc. Como você provavelmente sabe, os dados estão sempre a ser coletados, mas em sua forma bruta, esses dados o deixarão confuso porque não farão sentido. É aqui que entra a análise de dados: ela permite que as empresas retirem, editem e adicionem os dados específicos que procuram.

Isso ajuda essas empresas ou organizações a terem ideias e tomar as decisões mais informadas para o seu próximo movimento estratégico. Os analistas de dados são muito procurados porque são capazes de organizar e categorizar esses dados para torná-los interpretáveis e, portanto, utilizáveis, e eles entendem de SQL. Aliás, no caso de se estar a perguntar, análise de dados e ciência de dados são dois campos diferentes. A ciência de dados é mais multidisciplinar, pois combina estatísticas, métodos científicos, inteligência artificial (IA) e muito mais para extrair valor dos dados. Além disso, eles usam uma variedade de ferramentas como smartphones, sensores, sites e muito mais para interpretar esses dados.

Como a análise de dados é usada no mundo real?

De um modo geral, a análise de dados pode ser usada infinitamente dependendo de quais informações se procura, mas mais especificamente, é usada para tomar decisões de negócios melhores e mais rápidas para reduzir os custos gerais e desenvolver produtos e serviços novos e inovadores. Por exemplo, pode prever vendas futuras ou comportamentos de compra, propósitos de segurança, uma vez que ajuda a proteger contra fraudes, analisar a eficácia das campanhas de marketing ou aumentar a eficiência da cadeia de abastecimento.

Primeiros passos em SQL: O que é e para que serve?

SQL significa Structured Query Language (Linguagem de Consulta Estruturada) e é pronunciado como Sequel. Esta é a linguagem usada na análise de dados para se comunicar com os dados!

Três coisas importantes para saber sobre SQL

1. Suponha que você esteja em vendas, marketing, negócios, e etc. SQL provavelmente é a linguagem de programação que você deve aprender, já que a maioria das empresas tem presença online e está a recolher dados. Portanto, quanto souber como comunicar esses dados, melhor poderá extrair e analisar, e consequentemente melhor se torna no seu trabalho! Se este for tú, pode visitar nosso webinar para aprender o básico sobre análise de dados!

2. As linguagens SQL têm variações de sintaxe. Diferentes empresas seguem distintos onjuntos de bancos de dados, são apenas pequenas variações, mas é essencial estar ciente deles.

3. SQL só se comunica com bancos de dados relacionais. Então, é qualquer banco de dados com uma organização tabular (com linhas e colunas). Isso nos leva ao nosso próximo ponto.

SQL e RDBMS

RDBMS significa Relational Database Management System (Sistema de Gerenciamento de Banco de Dados Relacional). Isso ajuda drasticamente a organizar os dados para que possam ser facilmente extraídos e analisados. Deixe-nos decompor ainda para que saibam realmente o seu significado. É um sistema que gerencia os dados organizados em tabelas e as relações entre elas. Vamos decompô-lo novamente. Quando falamos sobre sistemas, queremos dizer que o RDBMS pode armazenar muitos tipos diferentes de dados para muitos tipos distintos de aplicativos em um só lugar. Por exemplo, se estamos a falar de uma venda, existe uma tabela ou conjunto de dados para as informações da venda, um para as informações do cliente e outro para o item de venda ou estoque; portanto, há uma relação entre esses conjuntos de dados.

Principais benefícios do RDBMS:

  • Sistema: pode armazenar muitos estilos de dados para vários aplicativos
  • Gestor: armazena, indexa, guarda cofres, backups
  • Dados: todos os dados podem ser armazenados, mas principalmente números e strings
  • Tabelas: organizadas em colunas e linhas
  • Relação: padrões entre diferentes valores em colunas e tabelas são vinculados.

Estás a gostar deste artigo? Aprende mais sobre Data Analytics!

Dá o primeiro passo em tech e descobre mais sobre o nosso bootcamp de Data Analytics

Então, por que RDBMS?

Porque é uma maneira eficaz e confiável de armazenar informações como base para sistemas de processamento de transações online, e esses são os sistemas que mantêm os negócios funcionando. Os RDBMS são aplicados em administração corporativa e contabilidade, sistemas bancários e de seguros, dados governamentais, pontos de serviço (POS) e sistemas de comércio eletrônico, e a lista continua. E, claro, todos os dados coletados nesses sistemas são usados no ambiente analítico para gerar perspectivas, mas primeiro você precisa aceder a esses dados. E como fazemos isso? ... Através do SQL, que fala com o RDBMS!

Alguns termos-chave em SQL

Uma consulta SQL permite-lhe consultar (investigar) uma informação específica.

  • Tabelas

As tabelas são os objetos de banco de dados que contêm os dados dos bancos de dados relacionais. O SQL pode ser aplicado a programas como Python ou até mesmo a uma planilha Excel simples. Na linguagem SQL, uma coluna é um campo e uma linha é um registro e, finalmente, existe uma entidade que é a menor unidade que contém um conjunto significativo de dados. Uma entidade também é conhecida como objeto de conjunto de dados. Com o SQL, a melhor maneira de aprender é experimentando! No entanto, aqui estão alguns termos rápidos para familiarizá-lo com a linguagem.

  • Selecione, de e onde

Se estiver à procura de algo, o termo "selecionar" sempre vem primeiro e eventualmente é seguido por "de". O termo "onde" permite-lhe filtrar as linhas que agora deseja ver nos resultados da pesquisa. Aqui está um exemplo rápido de como seria se estivéssemos usando um banco de dados de alunos:

Selecione: “* '” ou o campo específico, por exemplo. (student_name_dateofbirth)
De: (nome da tabela), por exemplo, Aluno
Onde: data de nascimento = (selecione max (data de nascimento) do aluno)

A propósito, além do sinal de igual "=" que pode usar, não é igual a "<>" ou é maior que "<"; a lista continua e podes alterar isso com base no que está à procurar.

Quando pretende fundir duas ou mais tabelas ou conjuntos de dados, pode usar a instrução "join" que coloca duas tabelas diferentes juntas lado a lado com base em um valor compartilhado; o termo joins geralmente aparece depois "de" mas antes da instrução "where". Por exemplo; Da tabela_1 join tabela_2

  • Union

Por fim, mencionaremos mais um! O termo “union” (ou união) corresponde às colunas de cima para baixo. Essa declaração de union geralmente fica entre duas declarações selecionadas. O union só pode ocorrer em colunas com exatamente os mesmos nomes, e colunas que possuem o mesmo tipo de dados.

Resumindo, entrar na análise de dados pode ser muito interessante e satisfatório quando se apanha o jeito, é como ir à caça ao tesouro! E se está realmente interessado em se tornar um analista de dados profissional sério, quer construir sua carreira ou ampliar seriamente suas perspectivas de emprego, não procure nada além do nosso criterioso Bootcamp de Análise de Dados.

Junta-te à Ironhack

Pronto para participar?

Siga os passos de mais de 8,000 mil profissionais e empreendedores que lançaram as suas carreiras na indústria tecnológica com bootcamps Ironhack.

Cursos

O que queres estudar?

Campus

Onde queres estudar?

Artigos relacionados com Data Analytics

As melhores folhas de referência de ciência de dados

Lê mais...
Ironhack Online bootcamp Python

O que é Python? Aprenda os três melhores usos para a programação Python

Lê mais...
Analista de dados Ironhack

Qual é a diferença entre um engenheiro de dados, um cientista de dados e um analista de dados?

Lê mais...
differences between data science and data analytics

Data science vs data analytics

Lê mais...
Data presentation Fifa

O que faz um analista de dados?

Lê mais...
Analytic Graph Ironhack

6 motivos para aprenderes sobre Data Analytics

Lê mais...
Inscreve-te na nossa newsletter e mantém-te a par de todas as nossas novidades e eventos!
Por favor, escreve o teu nome
Por favor escreva seu sobrenome
O endereço de email não é valido. Por favor, tenta novamente.

Ao inscrever-me aceito a Política de Privacidade e os Termos de Utilização