Como estamos a fazer a transição para um ambiente seguro remoto. As nossas respostas ao COVID-19.

Trabalhar em remote? As perguntas que deves responder antes de te tornares freelancer

Freelancer, nómada digital, criador digital, trabalhador remoto… Tantos nomes, mas com o mesmo objetivo: conquistar a liberdade. Trabalhar ou estudar por conta própria parece tentador, mas antes de te atirares a essa aventura, há algumas perguntas que deves fazer - e responder honestamente - antes do desafio do “voo solo”! Aviso: a vida freelancer pode ser um pouco mais complicada do que uma foto tua a trabalhar na praia com a legenda "escritório do dia".

És realista sobre o que significa ser freelancer?

Se estás num trabalho que não gostas ou precisas de lidar com uma equipa com a qual não te dás bem ou não te identificas, a vida de freelancer pode parecer uma cura milagrosa, já que permite que trabalhes com conveniência e segurança de onde quer que estejas.

Porém, é preciso ter cuidado. Seres o teu próprio chefe tem tantas vantagens, quanto desvantagens. Não serás apenas developer ou designer, mas também serás o teu próprio CEO, contabilista, comercial… Por isso, terás que equilibrar muitas tarefas que vão além da natureza do teu trabalho. A pergunta de um milhão de euros é: a liberdade é mais importante para ti do que a estabilidade?

Existe algo valioso que só tu podes fazer?

Este é um pré-requisito que um número gigante de pessoas parece ignorar. A primeira coisa que precisas de fazer para te tornares um digital maker é, como o nome sugere, ser capaz de fazer algo digitalmente. Por exemplo, podes:

  • Construir um site a partir do zero?
  • Criar produtos inovadores, que facilitam a vida das pessoas?
  • Identificar padrões em números que mais ninguém consegue ver?

Se ainda não tens a certeza sobre qual é a tua verdadeira arte, faz alguma introspeção e lê este post que pode ajudar-te a ganhar mais consciência sobre o que queres fazer: "Como escolher uma carreira (que realmente se encaixa contigo)". Depois, tenta identificar qual deve ser o teu foco! Análise de dados, UX Design, Web Design...O que quiseres. Aprender remotamente já vai te dar uma ideia do que significa trabalhar de casa (ou de co-works, cafés, cabanas,  praias ou onde mais tua imaginação for capaz de te levar.)

És capaz de aprender competências para seres freelancer online?

Mesmo que não existam competências específicas para te tornares um freelancer, o melhor investimento que podes fazer é aprender novas skills online. Só precisas de ter vontade, determinação e organização para aprender e trabalhar por conta própria. A aprendizagem de  competências técnicas ou das chamadas "soft skills" é um processo sem fim e, felizmente, existem diversas ferramentas e cursos online disponíveis que te vão ajudar a habituares-te a um ambiente remoto. Isso vai complementar o que já fazes como freelancer e abrir novas oportunidades de rendimento. Se estás a perguntar-te o qual é a principal diferença entre um curso online e um bootcamp em remote, recomendamos que leias  este post que fizemos a analisar as principais diferenças entre os dois.   

Tens experiência suficiente para trabalhar por conta própria?

Se já sabes aquilo que podes oferecer e já tens alguma experiência nisso, não relaxes, ainda tens um longo caminho pela frente. Muitos alunos dos bootcamps chegam com a ideia de trabalharem como freelancers assim que ficam graduados e, a menos que tenham muita experiência prévia, não é aconselhável ir logo por esse caminho. Trabalhar em equipa, remotamente ou pessoalmente, vai ajudar-te a melhorar muito mais rápido! Mesmo que o teu objetivo final seja trabalhar por conta própria, não tenhas pressa. Aproveita o tempo para aperfeiçoar as tuas competências e aprender o máximo possível com os teus mentores.

Conheces clientes potenciais suficientes?

Outra vantagem de trabalhar para outra empresa antes de seguir uma carreira a solo, é que terás a oportunidade de criar a tua própria rede de contactos e conhecer clientes e parceiros potenciais antes de precisares deles. Quando decidires começar o teu negócio, vais precisar de pessoas que contratem os teus serviços, certo? No entanto, isso provavelmente não vai acontecer se as pessoas não te conhecerem ou confiarem em ti. Queres acelerar esse processo? Participa em reuniões, conferências, workshops… E, no caso da Ironhack, tira o máximo proveito da tua comunidade e rede de alumni.

Se queres começar a praticar com alguns trabalhos reais como freelancer, estes sites podem ajudar-te a começar:

Tens condições financeiras para trabalhar como freelancer?

Ter uma mesa no coworking mais cool da cidade e ter os cartões de visita mais bonitos é muito bom… Mas é caro. Não tenhas coisas desnecessárias até teres garantido alguns clientes estáveis. Se o teu emprego atual permitir, uma boa ideia pode ser começar a vida de freelancer paralelamente, e só sair do teu trabalho quando tiveres a certeza que tens clientes suficientes para garantir as contas pagas! Existe até uma calculadora para saber qual é a hora certa de assumires o teu projeto paralelo como principal.

Lê sobre as experiências de pessoas que já fizeram essa escolha, conversa com freelancers reais e nómadas digitais e, o mais importante de tudo, reserva um tempo para considerar se isto é realmente o que queres fazer ou se é apenas uma maneira de fugir daquilo que não queres mais.

Agora, se trabalhar remotamente como freelancer parece ser a tua praia (!), usa o teu tempo de forma sensata para aprender o máximo que puderes. Assim, vais conseguir oferecer aquilo que os teus clientes estarão à procura.

Junta-te à IronhackPronto para participar?

Siga os passos de mais de mil profissionais e empreendedores que lançaram as suas carreiras na indústria tecnológica com bootcamps Ironhack.

Ver detalhes do cursoVeja o nosso campus
Inscreve-te na nossa newsletter e mantém-te a par de todas as nossas novidades e eventos!
Por favor, escreve o teu nome
Por favor escreva seu sobrenome
O endereço de email não é valido. Por favor, tenta novamente.