Estuda agora, paga quando começares a trabalhar com o ISA - Para mais informações!
Voltar para todos os artigos

14 de junho de 2023 - 5 minutes

As quatro principais áreas da inteligência artificial

Queres saber exatamente o que é a inteligência artificial e como a podemos utilizar? Dá uma vista de olhos.

Juliette Erath - Tech Writer

A inteligência artificial tem sido muito priorizada ultimamente e há um motivo: o seu poder foi aproveitado para transformar a forma como vivemos, pensamos e interagimos com os outros. Mas, como se tornou uma ferramenta tão poderosa, as suas utilizações têm vindo a expandir-se rapidamente – provavelmente existem utilizações de inteligência artificial de que ainda nem ouviste falar! Seria preciso imenso tempo para passarmos por absolutamente todas as utilizações de inteligência artificial, por isso decidimos dividir em quatro áreas principais: máquinas reativas, memória limitada, teoria da IA e autoconsciência. 

O que significam cada um destas? Quais as semelhanças e diferenças? Como utilizamos cada uma delas diariamente? Temos as respostas e muito mais neste artigo.

Inteligência Artificial: O que é?

Resumidamente, a inteligência artificial é a teoria e o desenvolvimento de sistemas informáticos para serem capazes de realizar tarefas que são normalmente reservadas aos seres humanos, porque requerem inteligência humana. Pode assumir muitas formas, mas as mais comuns são a perceção visual, o reconhecimento da fala, a tomada de decisões e a tradução da linguagem. 

E como funciona? Bem, vamos simplificar: a inteligência artificial imita os processos de tomada de decisões humanas usando dados em tempo real para simular uma resposta humana a uma situação. Isso pode parecer semelhante à automatização, mas há uma diferença importante: embora ambos usem a introdução de dados para dizer à máquina o que fazer, a automatização é limitada, pois simplesmente repete a tarefa que foi instruída a fazer, independentemente de erros ou áreas de melhoria. A inteligência artificial, por outro lado, é capaz de usar dados em tempo real para reconhecer erros e fazer ajustes para evitá-los no futuro. 

Os benefícios da inteligência artificial 

O que descrevemos acima parece fantástico, certo? E é, mas esse não é o único benefício da IA. Vamos referir outros: 

  • A inteligência artificial ajuda a melhorar a tomada de decisões: a tomada de decisões empresariais é infinitamente mais fácil com inteligência artificial; a IA pode prever vários resultados com base nas soluções propostas, permitindo que as empresas tenham uma pré-visualização de diversas possibilidades e façam a melhor escolha para elas. 

  • A inteligência artificial simplifica o processo de pesquisa: A IA é capaz de recolher, ordenar e tirar conclusões a partir de grandes conjuntos de dados, uma tarefa que pode ser bastante morosa se tratada por um humano. Utilizando a IA, os cientistas de dados podem tomar decisões informadas em muito menos tempo. 

  • A inteligência artificial não tem limitações humanas típicas: um dos maiores desafios que os humanos enfrentam é o preconceito; os preconceitos inconscientes infiltram-se até no trabalho do cientista de dados mais qualificado. A IA não tem estes preconceitos e, quando são fornecidos com dados limpos, pode tomar uma decisão verdadeiramente imparcial. 

  • A inteligência artificial trata de tarefas mundanas: muitos trabalhos e tarefas orientados por dados são bastante repetitivos e aborrecidos; a inteligência artificial pode automatizar estas tarefas e permitir que os cientistas de dados se concentrem no que realmente importa.

Utilizações da inteligência artificial nas nossas vidas diárias 

Podes pensar que os carros autónomos e chatbots humanos que podem falar contigo são os únicos exemplos de inteligência artificial que são frequentemente usados, mas a realidade é que a inteligência artificial está em todo o lado. Não acreditas? Dá uma vista de olhos:

  • Tecnologia de reconhecimento facial: alguma vez desbloqueaste o teu telefone apenas com o teu rosto? Ou iniciaste sessão numa conta bancária utilizando tecnologia de reconhecimento facial? Isto é a IA em funcionamento, digitalizando o teu rosto para verificar a tua identidade.

  • Recomendações de redes sociais: alguma vez pensas como é que o teu telefone sabe que gostarias de ver vídeos fofos de cães todo o dia? Bem, a IA recolhe os dados do que pesquisas/vês para fornecer um feed personalizado. 

  • Sugestões ortográficas/gramaticais: não há nada tão bom como escrever e ver a palavra em que estás a pensar aparecer mesmo à tua frente. Como é que isso funciona?! Adivinhaste: inteligência artificial. Aqui, a IA utiliza dados do processamento de linguagem natural para recomendar palavras/edições com base em informações recolhidas anteriormente. 

As quatro principais áreas da inteligência artificial

Agora que sabes claramente o que é a IA e como pode ajudar os humanos nas suas tarefas, vamos ver em detalhe as quatro principais áreas da inteligência artificial. 

Inteligência artificial reativa de máquina

Esta primeira categoria de inteligência artificial é a forma mais básica e a original; este tipo de IA é reativo e pode reagir a solicitações ou introduções do utilizador, mas não pode usar conhecimentos ou experiências anteriores para tomar novas decisões. Embora as ferramentas reativas da IA da máquina sejam ótimas para uma tarefa específica, têm pouca ou nenhuma utilidade sem ser nessa função; não são capazes de realizar outras tarefas ou de usar novos dados para continuar a melhorar e responderão de forma idêntica a solicitações, porque a sua base de dados é exatamente a mesma. 

Eis alguns exemplos de IA reativa de máquina: 

  • Filtros de spam na tua caixa de entrada de e-mail

  • Recomendações sobre serviços de streaming 

  • Jogador AlphaGo da Google

Inteligência artificial de memória limitada

A nossa segunda categoria de inteligência artificial está um passo à frente da primeira; as ferramentas de IA de memória limitada têm exatamente isso: uma memória limitada. Podem armazenar e usar informações de experiências passadas para aprender novas tarefas, mas exigem que os dados sejam pré-programados para um uso específico. 


Podem analisar dados em tempo real para fazer previsões e sugestões aos humanos e evoluir com base em experiências passadas. 

Exemplos de inteligência artificial de memória limitada incluem:

  • Chatbots 

  • Automóveis autónomos 

Inteligência artificial baseada na teoria da mente

A terceira categoria de IA, a teoria da mente, é um tipo que ainda não surgiu, mas está a ser investigado e desenvolvido. Quando este tipo de inteligência artificial for lançado, terá uma nova capacidade que a distingue de qualquer outra tecnologia que exista atualmente: a capacidade de compreender a natureza humana, pensamentos e emoções e tomar decisões corretas com base nessas informações. 

Como este é um tipo de inteligência artificial que ainda está em investigação e ainda não existe, não podemos dar-te nenhum exemplo. No entanto, podemos dizer que assim que este tipo de inteligência artificial entrar no nosso mundo e for capaz de tomar decisões semelhantes às humanas e reagir ao que está a acontecer em redor, a tecnologia terá alcançado um nível totalmente novo. 

Inteligência artificial autoconsciente

A categoria final da inteligência artificial também está longe de emergir como realidade, mas é uma área que realmente transformará a tecnologia e a vida humana; a inteligência artificial autoconsciente será capaz de formar opiniões e emoções sobre si mesma, não dependendo dos dados inseridos pelo ser humano. 

Embora a inteligência artificial autoconsciente esteja longe de se tornar algo que tenhamos no nosso kit de ferramentas, estes outros três tipos são opções muito reais que podem transformar a forma como pensamos e trabalhamos. 

O futuro da inteligência artificial é brilhante e mal podemos esperar para ver tudo o que irá acontecer nos próximos anos. E se também não puderes esperar, vê os nossos bootcamps e torna realidade os teus sonhos tecnológicos.

Artigos Relacionados

Recomendado para você

Pronto para te juntares a nós?

Mais de 11,000 amantes de tecnologia lançaram as suas carreiras na indústria da tecnologia com os bootcamps da Ironhack. Começa esta nova jornada e faz parte da revolução tecnológica!